Click



terça-feira, 20 de março de 2012

Vida de Fotografo (Por Edilberto J S Soares)





VIDA DE FOTOGRAFO 








Qual o tamanho do seu sonho?
O meu o limite é o infinito
Pois sonhei o sonho mais bonito
Sonhei o sonho que sonhava Rauzito
Já mostrei Deus de Alá à Jesus Cristo
Já andei na rua clara, e na escura
Olha seu Puto, Se não pará de frescura
Vai pra bangu em vez de ir pra prefeitura
Só falo à Verdade, juro eu não minto
Já viajei do Mar Vermelho ao Rio Tinto
Em simples versos, eu só digo o que sinto
Sou Poesia viajo pelo o Unverso
Chamaram - me tanto, Hoje estou de Regresso
No mundo chamam - me de Senhor do Universo
Quando Sou Verso, Sou À Própria Poesia
Todo dia vou ao Templo da Sabedoria
Só tô dizendo tudo que o Raul dizia
Registro tudo que vejo no dia-a-dia
Isso é a Vida de Fotografo da Periferia
Sonhei meu Sonho Hoje Vivo no limite
Sonhando vou voando no infinito
O Infinito... O Universo... O Retrato... À Poesia....


Autor: Edilberto José Soares Soares
Facebook
Rio, 18.03.2012


Nenhum comentário:

Tomar um Tereré?

 
;