Click



terça-feira, 13 de dezembro de 2011 4 estranhos conhecidos

Charles Wellington - Terno presente





Um presente caro ao meu coração, 
ternura do gesto
carinho das mãos!
Obrigada a esse artista
que presenteou-me moldura tão bela
aos versos sem guarida
que vagavam por aí ♥

Charles Wellington da Silva
Obrigada do fundo do coração.

Beijos, Kiro Menezes

sexta-feira, 18 de novembro de 2011 3 estranhos conhecidos

Loucos e Santos


Google Images


Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila.

Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.

A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos.

Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo.

Deles não quero resposta, quero meu avesso.

Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim.

Para isso, só sendo louco.

Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças.

Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta.

Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria.

Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto.

Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade.

Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos.

Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça.

Não quero amigos adultos nem chatos.

Quero-os metade infância e outra metade velhice!

Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa.

Tenho amigos para saber quem eu sou.

Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril.





(Oscar Wilde)




A beleza de se viver está nas diferenças que nos fomentam.
 - Kiro Menezes


quinta-feira, 17 de novembro de 2011 3 estranhos conhecidos

Quem tem amigos, tem tudo!


Google Images



Kiro,



Se um dia perguntares a uma flor
Aonde foi buscar sua beleza,
O seu odor,
Ela vai lançar-te seus olhares,
Virar-se para ti
E dizer-te, com certeza,
que foste tu, princesa,
que a beijou com muito amor...
Sorri!





Zezinho, menino mais doce!
Adoro vc ♥


sexta-feira, 11 de novembro de 2011 1 estranhos conhecidos

Estrela Erva Mate





segunda-feira, 31 de outubro de 2011 2 estranhos conhecidos

Meu Encanto

Google Images
Um suspiro incendiário. Um sopro. Sorvi o momento como quem aprende um passo após o outro. Era como cantarolar de pássaros ao amanhecer. Amanheci ao sentir o gelado vazio que me preenchia. Preencheu-me você.

Era um estranho desconhecido de quem ouvira dizer, ouvira ler, ouvira tecer detalhes que a mim, ao meu parecer, apenas ouviria assim, num eco distante da realidade. Eram seus os dizeres que diziam outros, tudo era apenas de ti? Quis saber e, querendo, pensei tão forte, tamanha bem-querência que... abri a janela de minha vida e olhei para dentro da sua alma.

Não sei como, tampouco por quês! Entretanto, nas linhas mais suaves que pude conhecer, era tua vida que lia, eram teus "quisera estar" que dividia. Ganhei presente mais que florescer de primavera. Ganhei pedacinho da própria alma, minha alma, tua quimera.

Entre nós, hoje apenas a brilhante tela. Sempre juntos. Utopia realizável.


Por Kiro Menezes


quarta-feira, 26 de outubro de 2011 1 estranhos conhecidos

Senhorita Liberdade


- Conta-me uma história?

- Que história quer ouvir?

- Uma onde a mocinha seja livre, o céu seja cor-de-mel e os lagos todos para se banhar!

"Era uma vez uma mocinha livre, namorava o céu escuro da noite e adormecia contando estrelas! Eram seu segredo mais profundo. Cada uma guardava em si a receita de um sorriso no rosto da jovem.

Cantava-lhe a noite! A melodia prendia-se em seus cabelos em diáfanas flores de laranjeira. O perfume que seus lábios sopravam na cútis da menina perpetuava para além do azul. A menina sorria.

Houve, então, que num entardecer com o céu da cor do mel-da-abelha, surgiu no horizonte entrecortado de plantações viçosas e montes arrebitados invadindo o alaranjado do sol, uma silhueta. Era algo inesperado que despertou a curiosidade e a atenção da jovem. Ansiosa, aguardou que a silhueta se movesse lenta pelo caminho que serpenteava até ela. Lenta! Lenta demais para a ansiedade dela.

Enfim (e até que um dia! - pensara ela), deixava de ser uma silhueta para tornar-se um rapaz bonito, olhos cor-do-chão, cheiro de grama cortada. Tirara-a da introspecção enamorada com que admirava o céu noturno para guardá-la, dali em diante, entre lençóis de seda, cheiros de cozimento, carinhos e mimos de pele quente.

Olhava pela janela e sentia... o que seria? Lá no fundo, bem dentro do peito, sim... - a janela! Olhava para o horizonte. Estava... - que cor era aquela? Mel-da-abelha... Mel...? Mel! Céu! Estrelas! Risos...

Afinal, onde estaria ela?! Bem ali, diante da silhueta que tornara-se homem, frente ao jovem de olhos cor-do-chão. Olhou-o fundo, sorriu. Correu para longe antes de ser aprisionada distante da liberdade do céu!"

- Gostou da história, querida?



Por Kiro Menezes



terça-feira, 25 de outubro de 2011 3 estranhos conhecidos

Mini-micro-continho da Kiro•

Google Images



O amor não dorme:


O homem jamais olhava-a nos olhos. 
A mulher despiu-se e deitou-se. 
Ele a abraçou enquanto dormia 
e foi recíproca a carícia 
que a madrugada presenciou.



Por Kiro Menezes
sábado, 22 de outubro de 2011 2 estranhos conhecidos

Arvores? O que é isso, papai?


http://ribeiraodaspedras.blogspot.com



Quanta desesperança nasceu no solo em que um dia vicejaram flores. Cantou-se já cordéis de amor, dançaram ciranda e brincaram de roda nas ruas. Hoje, cimento e tristeza que apagam aos poucos o colorido das arvores floridas que nos brindaram, um dia, com seus odores, sonhadoras e suspirosas de namoros adolescentes descerrados sob suas copas frondosas.

Ah! sim. As arvores. Essas guardam toda nossa história em seus galhos já ressequidos pelo tempo. Um dia sustentaram balanços infantis. Feriram-nas, mas não se importaram, tornaram-se mais resistentes para se deliciarem com a alegria juvenil que se esparramava por sobre o solo. Sugavam as energias benéficas com suas raízes, alimentavam-se assim, as arvores.

E hoje, desesperança corta o verde da paisagem. Asfalta-se tudo, retira-se cada pé de qualquer coisa para que nada atrapalhe o sol escaldante de chegar ao seu destino, à vida sombria de cada um.

Quer caminhar? Esbaforir-se em lugar qualquer? Desdenhar a obra Divina? Bem! Só se pode mesmo colher aquilo que se planta, não é?!




Google Images



sexta-feira, 21 de outubro de 2011 11 estranhos conhecidos

Pérolas azuis

Google Images


O vento era outonal. Frio, arrepiava a pele e tremia na alma. Mas a história era dela, daquela que sentia o frio. Mornos dias escorregam sem intenção, esvaem-se pelas pálpebras semi-cerradas que gotejam segredos nem tão loucos nem tão sãos. Apenas dias silenciosos para contar histórias monótonas. Foi essa a paisagem que vislumbrou no espelho de seus próprios olhos. Vazio. Triste!

Calçou o mocassins bege e a calça jeans de todos os dias... Ah! Monótono. O sutiã era de quem não tinha a menor paciência consigo mesma. Mais tristeza! Encontrou o conjunto de lingerie vermelho que comprara certa ocasião e... Óh! sim, sim! Isso era um corpo de mulher no espelho.

O vestido nunca caía-lhe bem, manteve o jeans desbotado mas ousou enfim a sandália que ganhara há três natais passados. Agora estava pronta, deslumbrante... Não fossem os olhos tristes, a maquiagem certamente teria brilhado mais. Agora não importava. Sentia-se mulher.

Adentrou o salão feito Miss na passarela!

Perfume floral, batom acetinado, cabelos em caracóis.

- Pérolas azuis, senhorita!

- Como? (Seria com ela?)

- Pérolas azuis cingiriam perfeitamente a tua delicada beleza!






Por Kiro Menezes
Dedicado a meus queridos amigos ♥


quinta-feira, 20 de outubro de 2011 2 estranhos conhecidos

Declaração de Amor Incondicional


Google Images

"Amo você, 
de um jeito menino, 
moleque, 
varonil,
adulto, engraçado e louco!


Eu te amo ontem
te amo agora
te amo amanhã
e todos os minutos entre o agora
e o infinito


Te amo de descer ladeiras
cara no vento
te amo de mergulhar nas ondas
cara na água
te amo de mergulhar em tua pele
cara em tua alma


Te amo de desejar mistérios
e gotejar milagres
te amo de possuir o mundo
e te ofertar o todo


Nada quero
além de teus suspiros 
saídos de tua boca, 
durante um amor e meio que fizermos a cada dia!"




O Poeta à sua Musa





Algumas declarações de amor dispensam nominações!
Um dia lindo a todos e a cada um ♥

quarta-feira, 5 de outubro de 2011 1 estranhos conhecidos

Um Poema por Mel Almeida





O sol adormeceu de cansaço…
Vem a noite cair…nos meus braços…

A lua sorri…marota…
No meu céu de fantasias…à solta

Brilha, como pérolas brancas…
Num decote ….
Belo…e provocante…

E na terra cai…a sombra…
Tão…Insinuante…

Em cenário perplexo
Matreiro e vadio…

Onde os poetas são sentinelas
Guardiões de amor, versos…e velas…

Lua dos meus sonhos…
Abraço-te em mim...

Num abrigo
Sem princípio… nem fim…

Oh…lua…Se sonhasses… tanto
…Quanto[ eu…]

Adormecias…apenas e quando…
Esgotassem… os sonhos meus!
MEL ALMEIDA


Trouxe esse poema lindo da Mel (facebook)
pois há dias em que nos sentimos sem inspiração, as letras não nos procuram,
os versos não nos convidam ao passeio no entardecer,
nem a brisa suave quer ser eternizada em poesias.

Então, para estes dias em que não somos receptáculos para paixão,
há os grandes poetas, livres de sentimentos inodoros,
perfumam nossa primavera,
colore nossa paisagem.

"Bem vinda, Poesia.
Bom que tenhas sempre almas límpidas para
guardar-se nelas!"

Obrigada Mel, por teres tamanha inspiração!

Um beijo doce a todos e a cada um,
da Kirinho ♥


terça-feira, 4 de outubro de 2011 2 estranhos conhecidos

AuMigo: A revelação


Meu presente:





Em orvalhos, la
para beijar linda flor,
Ah! Scully ao sol.





Tchan, tchan, tchan....

Antes, amiguinho oculto... pesquisei um pouquinho sobre você, e aí resolvi trazer esse presentinho para cá.... a letra de uma das músicas que você gosta, e que nós curtimos aqui em casa:

Dois Rios

Skank

O céu está no chão
O céu não cai do alto
É o claro, é a escuridão

O céu que toca o chão
E o céu que vai no alto
Dois lados deram as mãos

Como eu fiz também
Só pra poder conhecer
O que a voz da vida vem dizer

Que os braços sentem
E os olhos vêem
Que os lábios sejam
Dois rios inteiros
Sem direção

O sol é o pé e a mão
O sol é a mãe e o pai
Dissolve a escuridão

O sol se põe se vai
E após se pôr
O sol renasce no Japão

Eu vi também
Só pra poder entender
Na voz a vida ouvi dizer

Que os braços sentem
E os olhos vêem
E os lábios beijam
Dois rios inteiros
Sem direção

E o meu lugar é esse
Ao lado seu, meu corpo inteiro
Dou o meu lugar pois o seu lugar
É o meu amor primeiro
O dia e a noite as quatro estações

Que os braços sentem
E os olhos vêem
E os lábios Sejam
Dois rios inteiros
Sem direção

O céu está no chão
O céu não cai do alto
É o claro, é a escuridão

O céu que toca o chão
E o céu que vai no alto
Dois lados deram as mãos

Como eu fiz também
Só pra poder conhecer
Tudo que a voz da vida vem dizer

Que os braços sentem
E os olhos vêem
E os lábios beijam
Dois rios inteiros
Sem direção

E o meu lugar é esse
Ao lado seu, no corpo inteiro
Dou o meu lugar pois o seu lugar
É o meu amor primeiro
O dia e a noite as quatro estações

Que os braços sentem
E os olhos vêem
Que os lábios sejam
Dois rios inteiros
Sem direção

Que os braços sentem
E os olhos vêem
E os lábios beijam
Dois rios inteiros
Sem direção

Já sabe quem você é?? Heiiinnnnnn????

Então, leva essa mega poster de fotos suas de presentinho.... Adorei conhecer seu bloguito, suas poesias, um pouquinho de sua vida.... tem muito carinho nas suas fotos....

Lambijocona amigo oculto: Kiro Menezes!!!!







Meu presente veio do blog do Nenem mais lindo do mundo: A Scully




Agradeço a Lis e a Sofia, anjos queridos que todos tem carinho e respeito.


Um beijo grande demais pra vcs!!!!!!!!!!


Da Kiro`





3 estranhos conhecidos

AuMigo Oculto

Olá meus queridos. Hoje, dia de São Francisco,
protetor dos animaizinhos, vou revelar uma fofureza, 
o meu Aumiguinho Oculto.


Ele é fofinho, branquinho, 
faz muitas artes mas é 
muito muito muito 
amado!!!

Deixo aqui um versinho 
feito só pra você, 
Freddy...







Doce AuMigo



Nuvenzinha de Algodão
pelagem macia de neve
ganha pata- pede a mão
aquele momento tão breve

que sua alegria se espalha
que seu olhar doce embevece
e por outro tanto, embaralha
carinhos os tais que merece

pois tem a ternura nas patas
e tem nas orelhas atentas
os risos travessos que a gente
só pode rir se contente



Por sua MiguXita, Kirinha`






Foto do Freddy
http://blog-do-freddy.blogspot.com


Com muito muito carinho, para este um que detém para si o poder de despertar a ternura nos humanos que o adotaram!

Beijinhos a todos...

quarta-feira, 28 de setembro de 2011 3 estranhos conhecidos

Poesia de José Sepúlveda


sexta-feira, 23 de setembro de 2011 6 estranhos conhecidos

Churrasco por Homens e Mulheres

Google Images


O QUE É UM CHURRASCO (escrito por uma mulher)



O churrasco é a única coisa que um homem sabe cozinhar, e quando um homem se propõe a realizá-lo, ocorre a seguinte cadeia de acontecimentos:

01 – A mulher vai ao supermercado comprar o que é necessário.

02 – A mulher prepara a salada, arroz, farofa, vinagrete e a sobremesa.

03 – A mulher tempera a carne e a coloca numa bandeja com os talheres necessários, enquanto o homem está deitado próximo à churrasqueira, bebendo uma cerveja.

04 – O homem coloca a carne no fogo..

05 – A mulher vai para dentro de casa para preparar a mesa e verificar o cozimento dos legumes.

06 – A mulher diz ao marido que a carne está queimando.

07 – O homem tira a carne do fogo.

08 – A mulher arranja os pratos e os põe na mesa.

09 – Após a refeição, a mulher traz a sobremesa e lava a louça.

10 – O homem pergunta à mulher se ela apreciou não ter que cozinhar e, diante do ar aborrecido da mulher, conclui que elas nunca estão satisfeitas….


DIREITO DE RESPOSTA (Escrito por um homem)

01 – Nenhum churrasqueiro, em sã consciência, iria pedir à mulher para fazer as compras para um churrasco, pois ela iria trazer cerveja Kaiser, um monte de bifes, asas de frango e uma peça de picanha de 4,8 Kg que o açougueiro disse ser ‘Ótima’, pois não conseguiu empurrar para nenhum homem.

02 – Salada, arroz, farofa, vinagrete e a sobremesa, ela prepara só para as mulheres comerem. Homem só come carne e toma cerveja.

03 – Bandeja com talheres? Só se for para elas. Homem que é homem come churrasco como tira-gosto e belisca com a mão, oras!

04 – Colocar a carne no fogo??? Tá louca??? A carne tem que ir para a grelha ou para um espeto que, a propósito, tem que ser virado a toda hora.

05 – Legumes??? Como eu já disse, só as mulheres comem isso num churrasco.

06 – Carne queimando??? O homem só deixa a carne queimar quando a mulherada reclama: ‘Não gosto de carne sangrando’; ‘Isto está muito cru’; ‘tá viva??’. Após a décima vez que você oferece o mesmo pedaço que estava ao ponto uma hora antes, elas acabam comendo a carne tão macia quanto o espeto e tão suculenta quanto um pedaço de carvão..

07 – Pratos? Só se for para elas mesmas!

08 – Sobremesa? Só se for mais uma Skol.

09 – Lavar louça? Só usei meus dedos!!! (e limpei na bermuda).

Realmente, as mulheres nunca vão entender o que é um churrasco!!!


Google Images

quinta-feira, 22 de setembro de 2011 3 estranhos conhecidos

.+*Saudações à Primavera*+.




http://coracaoquenaocala.blogspot.com
No   mistério   do   sem-fim
equilibra-se um planeta. 
E   no   planeta   um   jardim 
e no jardim um canteiro 
no   canteiro   uma   violeta 
e sobre ela o dia
inteiro   entre   o   planeta 
e o sem-fim 
a   asa   de   uma   borboleta.


(Cecília Meireles)






Doce e sutil, a primavera baila os cabelos caracóis que se permitem voar em sua brisa.


O toque gentil do tempo não apagou no olhar o sorriso por pequenezas audíveis à alma. Sombrias eras apenas emolduram o rosto d'alma, embelezando-o em pinturas, aquarelas de cores desbotadas, outonais, magicas.


De quem sopra uníssonos versos, promana a delicadeza dos mesmos tempos de primaveras outrora saboreadas, hoje, lembranças amarelas de uma saudade surda. 


Ainda vive, nas bordas do coração, esculpidas e entalhadas, as mesmas lindas memórias. Hoje cansadas, mas vivas. Enternecidas por invernos de espera, aguardando, pacientemente, sua mais colorida primavera.


Essa baila à sua frente. O caminho segue. Está emoldurado nas asas azuis do tempo.






Por Kiro Menezes



quarta-feira, 21 de setembro de 2011 6 estranhos conhecidos

Uma História de Amor

Google Images


Pequenina, olhava-me nos olhos e sorria. Sua mãozinha encostava na minha, menor que o polegar, e fazia-me cócegas! Linda. Olhos grandes e cheios de expressividade que contagiavam.

Não parecia se dar conta do quanto incomodava. Mas não incomodava, era Pequena e meiga, sempre. Falava com risinhos marotos, já sapeca correndo pelo quintal. Subiu num galho alto, quase matou a todos de preocupação.

Esqueciam-se quem era, d'onde vinha, por quais meios sua concepção havia sido. Dolorosa época que ia se esvanecendo da memória de quem a via ali, frágil e rósea, angelical com sua tês canela.

A Pequena era uma jovem graciosa, de movimentos sutis e sedutores por sua naturalidade. Seduzia mestres, meninos, meninas, bichos e quem já considerava-se maduro o suficiente para não encantar-se com novas belezas. 

Sua jovialidade perpetuava-se. Da Pequena incômodo nada sabiam, apenas viam olhos ferrugem e cútis canela-caramelizada. O samba a percorria nas veias assim como a seriedade da vida brincava-lhe nas palavras.

Adoeceu de amores por um Negro ébano, o verdejar da primavera brincava-lhe nos olhos e perfumes de terra molhada fascinavam donzelas as mais finas e mais deslumbradas. Encantou a ferrugem dos olhos da Pequena. Fez o Negro do mais lustroso ébano dançar o tango nos pés pequenos, pés descalços daquela morena.

Amaram-se ternamente. Ainda se ouve nos sambas os risos dos amantes contentes, os risos sonoros mais apaixonados ao entardecer. O lusco do sol-poente e o cair da noite de lua nova...


Por Kiro Menezes
Uma história de terno amor


terça-feira, 20 de setembro de 2011 4 estranhos conhecidos

Amor In_convencional


Google Images



Quantas aventuras vividas já não cabem na memória. Cabem versos de namoro lírico, cabem entrelinhas de amores lúdicos, cabem Imortais poesias sonoras e lívidas.

Ah! O olhar estrelado com que me olhas, os lenços dobrados em bolsos feito o pensamento que se desenham nos versos... Sim, nossos encontros enluarados.

Canto sonatas louras, canto tuas frases soltas num sussurro delicado ao ouvido. E vivo... Vivo seu amor lépido, amor bandido que me rouba o rubro das maçãs do rosto e presenteia-me arrepios de mariposas no estômago.

Sou menina ante seus desejos carne-bites... menina que deseja o mesmo que tens aí, nesse teu peito aberto semi-cerrado, esse lugarejo cheio de luzes ébrias de um clima nostalgico: sua Alma! Puritanos que me perdoem, mas amo-te em deslumbramentos adolescentes, quase ingenuos, pra quem não me sabe mulher.

E assim é por tua vontade, para ser a ti quem alegra e pari sorrisos.

Assim sou, por quem mais amo.

Por Kiro Menezes
cheia de carinhos aos caríssimos amigos!

^_^`
3 estranhos conhecidos

Convite Carinhoso






Inspirado no Blog Poesias Partidas
http://poesiaspartidas.blogspot.com/2011/09/dez-anosquantos-mais.html
o tema do Idéias Compartilhadas dessa semana
trata um assunto sério ao qual eu convido meus amores a participar...




 


"O fanatismo é doença maldita
O ódio e a vingança são lenhas
Ardendo o que na vida é bendita
O amor no que vira? Resenha?
 
Tablóides anunciam o terror
O cinema produz muito mais
O que o mundo precisa é de amor
O que o mundo precisa é de paz..."

Estamos aguardando a sua participação!
Envie-nos seu link até o dia 23.09.2011 às 18:00 hs



Nos prestigie com sua participação...


Beijinhos da Kiro•


quarta-feira, 14 de setembro de 2011 1 estranhos conhecidos

Criatividade é tudo de bom!

No Blog do Luiz Cidreira encontrei uma matéria linda sobre

CRIATIVIDADE e Alto Estima.

Proponho a todos que conheçam essa história

[CLIQUE aqui]




Trecho:                               [...]


“Um dia eu vi o aparelho no consultório e pensei: bem que eu podia colocar um desses para disfarçar a dentadura. Então, eu perguntei para o meu patrão se dava para colocar o aparelho e ele respondeu que ia tentar. Fiquei muito feliz quando a vi pronta”, conta.



Beijinhos a todos, amores ♥


terça-feira, 13 de setembro de 2011 0 estranhos conhecidos

Aos Pais ♥








Pai é amigo de sempre

é parceiro da gente

tem aquele abraço quente

aquela expressão no rosto

aquela que faz o gosto

ficar ainda mais ardente

posto que gosta também

posto que diz se convém

ou se não pode, é aquém

daquilo que podemos ser

do que nos fará feliz

do que há de servir

a nossa vida. Ele diz...

Sempre diz!!!


Por Kirinha ♥



sexta-feira, 9 de setembro de 2011 2 estranhos conhecidos

Poesias Por Marcos Loures



‎                     -Sonho de Amor
Por Marcos Loures



Enquanto me trouxeres esperança
Prossigo com meus versos mais singelos.
Meu peito inda guardando uma criança
Espelha tantos sonhos, os mais belos...

Das conchas que brincava em nossa praia,
Embora não soubesses quem eu era,
Saudade deste tempo nunca traia
Pois fomos dois amantes em outra era...

Te encontro sorrateira e calmamente,
Depois de tantos anos de procura...
Outono na minha alma não desmente
O sonho que vivi, tanta ternura...

Entendo se não queres meu amor...
Mas lembres, noutras vidas, onde for..



‎-Amores Ateus


Ao ver a minha amada adormecida,
Deitada sobre pétalas de flor,
Eu sonho uma ilusão tão esplendida
Formada nas gotículas do amor...

Beleza assim igual, jamais sonhara,
Talvez p’ra ser sincero se permite
Com alma em delirante jóia rara,
Em tudo me reporta a Afrodite...

Luar ao ver a deusa aveludada
Penetra na janela, sem escusa...
A boca que te queima, minha amada,

Abrindo esses botões da tua blusa,
Deixando os belos seios, ambos meus,
Propícios aos amores mais ateus...



____.•○♥○•._____.•○♥○•.______.•○♥○•._____.•○♥○•.____


Para o Poeta:

Por Kiro Menezes


Quisera tê-lo em palavras de outrora
e tê-lo intenso, mar em tormentas
quiçá, retê-lo em pejos quisera
das nossas falas sempre isentas

ausentar-se de nós dois
outras vidas pra depois
outros sonhos a viver!

Poema do amanhecer...




quinta-feira, 8 de setembro de 2011 1 estranhos conhecidos

Transitoriedade - Por João Victor Velloso ·






dura o tempo de um click
ou de uma vida e meia
dura até dizer que fique
no ar, doce ninfeia
queda no que foi do ousar
eis que está na bateia
de quem soube esperar

...

poema sobre arte (5)
fotografia do amigo jones poa para uma de suas efêmeras belezas


Uma beleza concreta e rara deste poeta encantador!

João Victor Velloso

Espero que gostem!!! 
Beijinhos amores ♥


terça-feira, 6 de setembro de 2011 1 estranhos conhecidos

Aos Apaixonados



"Quem lembra o tempo todo 
é a Paixão. 

O Amor não, 
ele esquece porque 
tem certeza."


1 estranhos conhecidos

REPASSANDO...



07/Setembro/2011
O Grito da Independência!
 
 
 
 
 
Bom dia turma!
A psicoterapeuta Norma Emiliano do super Blog PENSANDO EM FAMÍLIA teve mais uma ideia interessante : Amanhã 07 de setembro os blogueiros ,postarem um manifesto de repúdio à corrupção . Um manifesto a favor da honestidade, decência e competência política no nosso Brasil. Pensei em usar criatividade com charges, poemas, música, textos... Topam? Quem quiser participar da corrente é só passar para seus seguidores.


1 estranhos conhecidos

Edna

Foto de Kiro Menezes

O rejuvenescer do pensamento
Trazendo uma alegria incomparável,
Moldando este momento inigualável
E nele esta esperança que fomento,

Enquanto o mundo siga desatento,
Apenas procurando o que é rentável,
No amor há tanto além quando incontável
Anseio no que busco em manso alento.

Nas tramas que existência gera e traz
O sonho que se faça mais tenaz
Eclode em temperança, em plena festa,

Em Edna todo encanto feito em luz,
Ao auge num instante me conduz
E todo este cenário em paz se atesta.



Escrito pelo poeta Marcos Loures




Encantador com seu modo de olhar a vida, 
trouxe-o a todos os carinhos que mo visitam ♥

Beijos da Kiro•


segunda-feira, 5 de setembro de 2011 1 estranhos conhecidos

Um desejo Imortal





 

BILHETE

Se tu me amas, ama-me baixinho
Não o grites de cima dos telhados
Deixa em paz os passarinhos
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
tem de ser bem devagarinho, Amada,
que a vida é breve, e o amor mais breve ainda...


Mário Quintana

Uma Linda semana A todos ♥

Beijinhos da Kiro•
1 estranhos conhecidos

Lendas Indígenas



Google Image




Você conhece a lenda do rito de passagem da juventude dos índios Cherokees? 


O pai leva o filho para a floresta durante o final da tarde,venda-lhe os olhos e deixa-o sozinho. 

O filho se senta sozinho no topo de uma montanha durante toda a noite e não pode remover a venda até os raios do sol brilharem no dia seguinte. 


Ele não pode gritar por socorro para ninguém. 

Se ele passar a noite toda lá, será considerado um homem. 

Ele não pode contar a experiência aos outros meninos porque cada um deve tornar-se homem do seu próprio modo, enfrentando o medo do desconhecido. 

O menino está naturalmente amedrontado.. 

Ele pode ouvir toda espécie de barulho.. 

Os animais selvagens podem, naturalmente, estar ao redor dele. 

Talvez alguns humanos possam feri-lo. 

Os insetos e cobras podem vir picá-lo. 

Ele pode estar com frio, fome e sede. 

O vento sopra a grama e a terra sacode os tocos, mas ele não remove a venda . 

Segundo os Cherokees, este é o único modo dele se tornar um homem. 


Finalmente..... 

Após a noite horrível, o sol aparece e a venda é removida. 

Ele então descobre seu pai sentado na montanha perto dele. 

Ele estava à noite inteira protegendo seu filho do perigo. 



Nós também nunca estamos sozinhos!

Quando os problemas vêm, tudo que temos a fazer é confiar que Ele, o Pai Celestial, está nos protegendo e provendo do que nos é melhor ao desenvolvimento humano.




(Autor desconhecido por mim)

Tomar um Tereré?

 
;