Click



terça-feira, 12 de julho de 2011

Olhando ao redor!

Olá amores de mi vita!!! Uma terça feira outonal lindíssima me cerca e quero dividir um delicioso motivo de sorrisos com todos que aqui passeiam:


Emilia 
Andavas, doce Emília, por vielas
Bradando em tristes ais de sangue e dor.
Teus pés se arrastavam num langor
Exangue e dormitavas co’as estrelas.


Aonde estão as tuas faces belas,
E os teus olhinhos cheios de dulçor?
E aquelas mãos tão cheias de fulgor
Que nem pintor retrata, onde estão elas?


Tão jovem quando envolta em ilusão
Um filho te nasceu. E desde então
Sozinha te encontraste. Estranho amor!


Ó triste sina, vida pervertida
Que te roubou da vida a própria vida
E fez de ti um trapo sem valor!

_O Autor de obra tão linda é José Sepúlveda, um português arretado, um homem gentil que me encanta com poesias lindas!

_Os convido hoje a conhecer seu espaço, ao qual fui gentilmente convidada a participar! Claro que me senti honrada! Não é?!   ^_^•  E aceitei.

_Deixo para vcs conhecerem o trabalho lindo desse menino:

Por José Sepúlveda

E se gostarem, como eu gosto, contem-me!

Bjinhos meus queridos ♥


Um comentário:

Jose Sepulveda disse...

Esta menina!!!

A pessoa de quem fala a poesia é a minha avó materna.

Beijo, Kiria.

Tomar um Tereré?

 
;