Click



segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Meu Encanto

Google Images
Um suspiro incendiário. Um sopro. Sorvi o momento como quem aprende um passo após o outro. Era como cantarolar de pássaros ao amanhecer. Amanheci ao sentir o gelado vazio que me preenchia. Preencheu-me você.

Era um estranho desconhecido de quem ouvira dizer, ouvira ler, ouvira tecer detalhes que a mim, ao meu parecer, apenas ouviria assim, num eco distante da realidade. Eram seus os dizeres que diziam outros, tudo era apenas de ti? Quis saber e, querendo, pensei tão forte, tamanha bem-querência que... abri a janela de minha vida e olhei para dentro da sua alma.

Não sei como, tampouco por quês! Entretanto, nas linhas mais suaves que pude conhecer, era tua vida que lia, eram teus "quisera estar" que dividia. Ganhei presente mais que florescer de primavera. Ganhei pedacinho da própria alma, minha alma, tua quimera.

Entre nós, hoje apenas a brilhante tela. Sempre juntos. Utopia realizável.


Por Kiro Menezes


2 comentários:

Simone MartinS2 disse...

Boa tarde querida menina que veste poesia, senti nesse teu texto um alguem encontrando o amor e abrindo-se para o novo sem medo de sofrer...va em frente e lute por este amor que pode transformar tua vida e dias melhores ainda...bjin...sdds

Malu disse...

Quando se tem AMOR tudo torna-se possível de realização.
Abraços, minha amiga. Gostei demais do texto poético!!!

Tomar um Tereré?

 
;