Click



terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

♥ Mutantes de si

Nossos banhos matinais
Loucos e marginais
Aos olhos dos que se julgam normais
Fazem naquele instante
De desejo alucinante
Um mundo repleto de paz
Sou suspeito de falar,
Pois acho isso demais,
Nossos corpos em frenesi
“Meu Deus! Que isso não se acabe jamais!”
Pela janela do banheiro o dia nos espiona
Parece não acreditar que a madrugada não foi o suficiente
Assim é o amor que existe entre a gente
Estou cansado?
Não importa.
Sou insistente.
Sou o seu deleite.
Então, feche essa porta
Estamos banhados
Jogue a toalha
E novamente se deite...





Que dia é esse que tem gosto especial?
Que acordou com esperanças renovadas?
Que amor é esse , amor imortal?
Sobrevivente de vidas e histórias?
Quem é vc que me deixa assim?
Cheia de vida e esperanças enfim!?
Moleque, menino, homem...
Misturas fatais
De você quero mais e sempre mais
Até o infinito de nossas almas
Palavras e juras lhe farei
E cobrarei, pedirei, gritarei
Por essa marca de Marcos que és
Meu amante, amigo e marido
Até o fim de nós dois meu querido.
Amo vc demais.







Em desespero te busco - te caço
se te deitas cansado no abraço
é meu laço
meu ócio
és meu fascínio
feito lobo de olhar felino
gato de manhas vorazes
Somos do cansaço o declínio
és no meu colo - menino
somos amantes audazes
as feras das feras sequazes
das nossas regras de amores
os pudores 
que amantes não fazem...





Essa postagem é um afago especial ao Poeta e sua Musa.

Com muito carinho vou fazer a indicação do blog recheado de amor e reflexão em versos de MARCOS ALDERICO


Encontrarão amor e paz em suas linhas e delineamentos, e as impressões que a paixão pode causar num Poeta!!!

Cheia de amor por vós... Poeta e Musa ♥


^_^•




Nenhum comentário:

Tomar um Tereré?

 
;