Click



quinta-feira, 30 de junho de 2011

Meus Dezessete e você ♥





"Ela tinha 17, ele um pouco mais velho. Ela andava meninha, parecia mais moleque que outra menina da sala de aulas. Ele andava de skate, o sonho dela. E sabia olhar com sorrisos, quando a solidão era iminente, e tê-la juntinho, ainda que cercado de gente's... Ela, quieta, ele, conhecido e amado por todos.

Ele a convenceu de que a vida era fácil, ensinou andar no skate dele, a gostar das músicas dele, e foi fácil pra ela, que o amava em silencio.

Ela o ensinou a sonhar, desenhar versinhos no caderno, a querer mesmo que não querendo a querer a vontade dela.

E se amaram tão junto, tão perto, e se descobriram tão identicos... que não houve mais o segredo, que já não havia o silencio, eram risos todos os momentos. Alegria e contentamento.

Mas mais que apaixonados. Eram realmente amigos, tão iguais, tão parecidos, tão diferentes. Houve zumbido.

Amizade cresceu e tomou o espaço. Foi na mesma arvore daquele beijo encantado, onde o chão se abriu e os lábios se tocaram, que houve também, tão mais triste, o derradeiro abraço...

O fim era só o começo, outra amizade, outro laço. Outra vez se viram, tão tarde, tantos anos que passaram, que não se sabe, não mais, qual é o jeito do abraço, se largado feito amigos, se tão junto de saudade apertado..."


Por Kirinha Menezes

Dedico com muito carinho à uma história especial.
Viver a vida é dar-se chance de sorrir, SEMPRE!
Penso...


6 comentários:

Ed Bobadilha disse...

Algo tão lindo, simples, inocente, como duas almas que se encontram e se enlaçam em um abraço, como sorrisos e beijos apaixonados... como amigos amantes que se despediam como se cada até logo fosse um adeus... anjos que sempre souberam cuidar dos outros mas nunca conseguiram cuidar de si mesmos...
As saudades são as marcas de que os momentos intensos valeram a pena...

Nanny Freire disse...

Lindo amei.
Me vejo um pouquinho ai.
Beijos Kiroo'

Simone MartinS2 disse...

Boa noite, acho que todos nós, em algum momento, em nossos dezesete ans, tivemos uma historia parecida, amor que virou amizade ou vice versa, mas que ficou perdido em algum lugar do passado ou nao, sei la...mas sei que da uma tremenda saudades! Bjin e muito fofo!

soniaconsult disse...

saudades dos meus 17 anos.
Foi o ano que resolvi me doar a Deus.
Terminei um namoro de 3 anos para ir.

Todos duvidavam...

bjos

Kiro Menezes disse...

Verdade meninas... Os dezessete são sempre mto marcantes... Deixo um beijo bem grandão cheio de saudades pra vcs, viu?! ♥

Irene Moreira disse...

Kiro
Ah meus dezessete anos, momentos que ficam e que linda a sua historia especial.

Beijos

Tomar um Tereré?

 
;