Click



terça-feira, 15 de março de 2011

Ao dia da Poesia



Posto ao Poeta

Por Valquiria Menezes



Quando se doa um poeta
um mergulho de mar, uma meta
uma seta
feita no ar, como afeta!
A doação do poeta é quimera
feita falta que faz dita austera
a palavra que cala, discreta...

Não sou pano branco, brando
sou calamidades de bando
esparramo meu canto e o canto
meu verso é verso em encanto
que dor é de poesia, matéria!
que falta é de poesia, matéria
que lágrima é de poesia, matéria
que você, lindo poeta, é de poesia
MATÉRIA

Mil matérias! Mil poesias!
mil vezes mais até diria
que tudo há na vida é maestria
tua
poesia
finda
anarquia
explícita
de desejo de amar!

O mar!
a vida,
a nostalgia!!!

Tudo é plano feito fita
desmedida de augurio e mentida
feito ferida finda
feita do modo de adeus
para um reles Prometheus

Teus desdizeres são todos meus
teus
aléus
Feitos fel's

Encantadores... (rubor!)
Amar-te e amares a mais que eu...
Despudores teus, teu clamor
Nenhuma Dama, Ninfa, que por ti chama
irá fazer-te esconder tua alma
tua garra
tua gama!

És como sois
és poeta travesso
és devasso e tropeço
nos teus versos
(conheço!)
se contém verso avesso
muito
Mais de ti mesmo...


Por Valquiria Menezes
Post Posto ao Poeta

4 comentários:

Erica Ingrid Gaião disse...

Que LINDO! Lindo demais...

Que inspiração sublime!

Amei.

Beijos carinhosos

Lena disse...

Kiro.
Mas como eu só fui saber agora? Hoje é o seu dia!!!Parabéns a você, Kiro, que tem esse dom maravilhoso de escrever coisas lindas que encantam nossas almas. Amei o post! Beijokas com muito carinho!

Auxiliadora RS disse...

Esse poema eu já conhecia e é muito linda... Parabens Val, és muito especial em nossas vidas.

Bjs

Kiro Menezes disse...

Obrigada Meninas!!!

Apesar da tristeza no meu coração, a Poesia me segura e aproxima de vcs, que me dão forças pra continuar a sonhar!

^_^•

Adoro vcs amorinhas ♥

Tomar um Tereré?

 
;