Click



quarta-feira, 2 de março de 2011

Menino de Lua e Aquarela







MENINO DE LUA
Autor: João Maria Ludugero





Lá na minha Várzea
De menino humilde
Morava na rua do arame.
Em casa tinha luz de candeeiro
E vagalumes no quintal
Onde as estrelas vinham
Me achar no escuro
Nunca tive medo de grilo,
Brincava com eles
No balanço das vicissitudes da vida
Debaixo da mangueira
Observando o céu.
Ele sempre me criava,
Maquinava ideias, me conduzia além,
Me levava pelo espaço a fora
Bem longe no tempo, vê se pode!
Me trazia lembranças do futuro
Onde eu me via homem feito
E não entendia por que
Gente grande tem medo de se perder
Ao andar no mundo da lua.
Eu nas minhas travessuras,
Nas minhas estripulias de menino
Sempre gostei de ir à lua.
Quer saber de uma coisa:
Que me perdoe Neil Armstrong,
Acho até que fui eu
Quem lá pisou primeiro.
Fui até a lua, sem foguete, sem armadura,
Nem precisou da Apollo 11
Para brincar de São Jorge
No cavalete venci o dragão, me atrevi,
Feito Davi ao gigante Golias.
E ruminando, modestamente,
Eu tinha sonhos alucinados
Desses de menino inquieto em suas peripécias
Que inventa a fantasia que quer
Ao brincar de formar bichos nas nuvens
Carneirinhos, cabras, bois e até elefantes.
Eu me sentia tão rico,
Sendo dono daquilo tudo.
Um dia até pensei que a lua fosse
Uma gigante tapioca branquinha
Firmada no céu. Que tentação!
E eu, a salivar, com água na boca,
Doido para degustá-la.
Isso era de quando eu era criança.
Aonde foi parar minha meta
De cometer loucuras, não sei,
Ou será que cresci?





Blog: http://ludugero.blogspot.com


Não há como não me emocionar com ambas as composições...


Beijinhos de menina, da Kirinha marota, toda emocionada por tamanha beleza de almas ♥



3 comentários:

R.B.Côvo disse...

O Ludugero merece esse destaque. Abraço.

Kiro Menezes disse...

^_^•

Também concordo!!!

Lena disse...

Tenho que ir correndo conhecer o blog dele. Bjs. minha fofa!!!

Tomar um Tereré?

 
;